Sangue - do hebraico ´´dãm´´ e do grego ´´´haimã``

Introdução:
Este tema é rico em símbolos, um tema que já estaca em evidencia nos dias do Antigo Testamento.
Um tema fundamental na vida e na História do cristianismo e na Historia da Igreja.
Somente nos últimos 400 anos a ciência através de estudos e pesquisas começou a dar importância ao sangue.
Até então somente a Bíblia dava ao sangue o lugar de merecido destaque.
´´A vida da carne está no sangue ... e o sangue fará expiação pela alma.`` Lv 17.11

A Bíblia é perfeita:
No ano 1620 isto é 3.320 anos após Moisés haver proclamado o valor do sangue, como vida e como elemento de redenção da alma, somente então W. Harley descobriu a circulação do sangue.
O sangue é um fluido denominado plasma, no qual se acham em suspensão, células denominadas corpúsculos. Calcula-se que o corpo humano contenha sete litros de sangue dos quais cada milímetro por sua vez contém 5.000.000 de corpúsculos ou glóbulos vermelhos e 8.000 a 9.000 de glóbulos brancos.
O sangue protege o corpo contra os microorganismos e toxinas, e auxilia na reconstituição dos tecidos atingidos por enfermidades ou acidentes. O sangue humano pode tornar-se impuro, o único sangue puro é o sangue de Jesus Cristo que lava, purifica e salva o homem pecador.
Na primeira referência que faz ao sangue, a Bíblia afirma que ele fala:
´´... a voz do sangue de teu irmão clama a mim desde a terra.`` Gn 4.10

O sangue de Cristo é poderoso:
O sangue é uma forma segura de protecção contra a própria morte. O sangue protegeu a vida de todos os hebreus quando o anjo da morte passou no Egipto. Ex 12.7,13. Os sacrifícios dos pecados em que o sangue era elemento principal deveriam ser renovado anualmente: Ex 30.10.
No Antigo Testamento a palavra sangue aparece 360 vezes e no Novo Testamento 97 vezes.
No A. T. o sangue de animais eram necessários para cobrir pecados.
No N. T. Deus fez um concerto eterno com os homens através do sangue de Jesus Cristo, não para cobrir pecados, mas para fazê-los desaparecer no mar do esquecimento, para perdoá-los de uma vez para sempre.
(Hb 9.22; Mt 26.27,28; Hb 9.13,14 )

Conclusão:
o sangue é o principio da vida terrena enquanto a vontade de Deus é o principio da vida espiritual. ( Hb 2.14; 12.24 )
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Cerimônia Fúnebre: Funeral

Como realizar: Batismo Nas Águas

Aniversário de 15 anos