quarta-feira, 6 de junho de 2018

O que Cristo viu da Cruz

I Tópico:
Cristo trouxe ao mundo os dons do perdão e da compaixão por outros, qualidades que não são proeminentes no Antigo Testamento. Ele sentiu muito mais do que dor física na cruz, mas um sofrimento relacional, emocional e espiritual. 
Ser rejeitado e desprezado é uma forma de punição ( Is 49.7 ;  Jó 19.13-19 ;  Sl 22.6-7 ).  dores e sofrimentos  Vistos por muitos, naquele tempo, como sinais de que Deus havia abandonado a pessoa ( Jó 22.4-11 ).
Profecias ditas no capítulo 53 acerca de Cristo:
*Cristo será rejeitado.
*Carregará nossos pecados e dores.
II Tópico:
Is 53.10  ofereceu a sua vida como sacrifício para tirar pecados  Mt 20.28 ;  Gl 1.4 ;  1Jo 2.2 . Em todo o AT, esta é a única vez que se fala sobre uma pessoa que deu a sua vida como sacrifício para tirar pecados.  verá os seus descendentes  Uma maneira de dizer que ele será restaurado. À luz do NT, isso pode ser visto como uma profecia da ressurreição de Cristo.
Profecias ditas no capítulo 53 acerca de Cristo:
*Aceitará voluntariamente nossa culpa.
*Será sepultado no túmulo de um homem rico.
*morrerá em nosso favor.
III Tópico:
Is 53.11  ele será feliz  Esse texto tem sido traduzido de diferentes maneiras. Ao pé da letra, o texto diz apenas: “ele verá”, repetindo uma forma verbal do v.  10 , sem definir o que o servo verá. A Septuaginta complementa com “a luz”. A palavra “luz” aparece também num manuscrito hebraico de Isaías encontrado na região do mar Morto, em meados do século XX. Ver a luz é ter alegria, é ser feliz.  os pecados deles serão perdoados  Ao pé da letra, o texto hebraico diz: “ele os justificará”, isto é, “fará com que sejam aceitos por Deus” ( Rm 5.19 ).
 Is 53.12  receberá a sua recompensa junto com os grandes  Ao pé da letra, o texto diz: “com os poderosos ele dividirá o que foi pego na guerra”. O  Senhor  iria recompensar o seu servo como se fosse alguém que derrota os seus inimigos. 
Profecias ditas no capítulo 53 acerca de Cristo:
*Salvará os que nele creem.
´´Isaías 53 parece ter sido escrito debaixo da Cruz, no Gólgota.`` (autor desconhecido)

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Profeta Ezequiel

Ezequiel 1.1 Aconteceu no trigésimo ano, no quinto dia do quarto mês, que, estando eu no meio dos exilados, junto ao rio Quebar, se abriram os céus, e eu tive visões de Deus.

I) introdução:
Em  2Rs 24.8  lemos: “Tinha Joaquim dezoito anos de idade quando começou a reinar e reinou três meses em Jerusalém.” Esse curtíssimo reinado terminou no ano 597 a.C., quando o rei Nabucodonosor entrou em Jerusalém, despojou todas as suas riquezas e deportou para a Babilônia a maior parte dos seus habitantes: Joaquim, rei de Judá, os aristocratas, os militares e os artesãos qualificados; e, junto com todos eles, as suas famílias (cf.  2Rs 24.8-17 ). 

II) comentário:
Quebar, atualmente chamado de Cabor, é um rio da Mesopotâmia. Nasce nas montanhas de Misiã, deságua no Eufrates perto de Carquemis, atualmente Carquísia.
É neste lugar que Deus levanta o profeta Ezequiel, em uma época muito difícil para a Nação de Israel.  
Na Babilônia, onde morava entre os judeus que haviam sido levados para lá como prisioneiros, o profeta Ezequiel teve uma visão do trono de Deus no meio de uma tempestade (v.  4 ; ver Intr. 3.2). 
O que ele viu não era fácil de descrever. Por isso, várias vezes, ele diz que viu coisas que pareciam ser algo (vs.  5,13,22,26 ). Tratava-se de quatro animais (v.  5 ), que são descritos em detalhes (vs.  5-12 ). No interior do quadrado ou cubo formado por eles, havia fogo (v.  13 ). Ao lado dos quatro animais, havia quatro rodas (v.  15 ), que podiam rodar em qualquer direção (v.  17 ). Esse “carro vivo” transportava o trono de Deus (v.  26 ).
  1.1  ano trinta  Não se sabe que ano é esse. Talvez seja a idade de Ezequiel, que, nesse caso, estaria alcançando a idade em que um sacerdote entrava na ativa ( Nm 4.3 ).  o sacerdote Ezequiel  A exemplo de Jeremias ( Jr 1.1 ), Ezequiel era membro de uma família de sacerdotes.  na Babilônia… junto com os judeus que haviam sido levados para lá  Esse primeiro grupo de judeus foi levado para a Babilônia em 598 a.C., quando o rei Joaquim foi levado preso e substituído por Zedequias.  O céu se abriu  Ap 19.11 .  uma visão de Deus Segundo algumas versões antigas; o texto hebraico traz: “visões de Deus”.1.2  fazia cinco anos que o rei Joaquim estava preso  Em outras palavras, Ezequiel teve a primeira visão em 593 a.C. 

III) conclusão:
Não importa onde você está, se em um palácio como o profeta Daniel, se junto aos remanescentes que ficaram como o Profeta Jeremias ou Ezequiel junto aos cativos, permita ser usado por Deus.
Ezequiel viu visões de Deus, isto significa que antes dele te enviar Ele te mostrará a visão, ele vê quatro rostos, de homem, de leão, de boi e de águia.
Rosto de Homem: Jeová te dará inteligencia, pois faz parte do aspecto da sua Glória.
Rosto de Leão: Jeová te dará Força,  pois faz parte do aspecto da sua Glória.
Rosto de Boi: Jeová te dará resistência para o trabalho,  pois faz parte do aspecto da sua Glória.
Rosto de Águia: Jeová te dará visão, capacidade de voar acima da tempestade e de renovar-se, pois faz parte do aspecto da sua Glória.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Bom dia, quando o Brasil é campeão eu fico muito feliz; porém quando vejo um brasileiro sendo reconhecido não pelo futebol ou pelo carnaval mas sim por ser responsável pelo belo trabalho na esfera jurídica, sendo reconhecido pela integridade e moral, eu me sinto muito mas muito orgulhoso de ser brasileiro!!!!Há esperança para o Brasil, que velhas práticas de barganhas caiam por terra em nome de Jesus e pela mudança da nossa Cultura.

quinta-feira, 26 de abril de 2018

La sexualidad

La sexualidad representa el conjunto de comportamientos, de la satisfacción del apetito sexual, sea por la necesidad del placer, sea de la procreación de la especie. En Génesis 1.27 la Biblia Sagrada nos indica que Dios hizo macho y hembra, hoy desgraciadamente se propaga la causa gay, pero podemos observar claramente que las gametas (células sexuales) producidas en cada organismo define el sexo del mismo.

El sexo fue creado por Dios, todo lo que Dios hizo es perfecto, pero el pecado y la lujuria han desvirtuado su propósito; la reproducción humana es sexuada y dioica, o sea que es obligatorio que uno de ellos sea macho y otro sea hembra, no hay como el hombre hacer el papel de la mujer y ni de la mujer hacer el papel del hombre.

No es admisible las siguientes relaciones sexuales: relaciones incestuosas (Lv 18.6-18), el coito con animal (Lv 18.23), el adulterio (Ex 20.14) y la homosexualidad (I Co 6.13). El sexo antes del matrimonio o extra-conyugal es pecado (I Co 7.2, I Ts 4.3 y Tg 1.15), el sexo dentro del matrimonio es bendición, incluso el apóstol Pablo alienta al marido a satisfacer a su esposa y viceversa, ( (I Co 7.3,4), pero fuera del matrimonio es pecado gravísimo y puede causar muerte física y espiritual, enfermedades, embarazo indeseado y otro tipo de pecado, aborto.

Toda persona sana tiene su libido, pero nuestro cuerpo es templo del Espíritu Santo, de esta manera, cuando los solteros deben esperar el casamiento, cuando casados procrear y satisfacer sexualmente nuestro coqueteo con moderación y jamás caer en la trampa llamada adulterio.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Família


Família, Igreja, Estado e Sociedade. A Bíblia nos ensina bastante a forma da família ideal, mas a modernidade deste mundo, o apego ao materialismo, tem avançado de uma forma avassaladora.

Família abençoada:
Conjuge (pessoas ligadas pelo casamento): Gn 2.23,24
Família: Rt 1.1
Liderança paterna: Js 24.16,17
Intercessão pela família: Jó 1.5
Casa edificada pelo Senhor: Sl 127.1

Família  perseguida:
Esposo que não ama a esposa: Ef 5.25 Esposa não submissa: Ef 5.22
Filhos desobedientes: Ef 6.1-4Os pais são autoridades máximas dentro da família, são eles provedores, educadores e responsáveis de encaminhar seus filhos até a fase adulta. Porem hoje vemos movimentos no Estado e mídia para tirar a autoridade dos pais.

Respeitando as leis, os deveres e direitos e criando os filhos com responsabilidade:
* Conselho Tutelar: Atender crianças e adolescentes nas hipóteses previstas nos arts.98 e 105, aplicando as medidas previstas no art. 101, I a VII; Atender e aconselhar pais ou responsáveis, aplicando as medidas previstas no art.129, I a VII; Promover a execução de suas decisões, podendo para tanto: Requisitar serviços públicos nas áreas de saúde, educação, serviço social, previdência, trabalho e segurança; Representar junto à autoridade judiciária nos casos de descumprimento injustificado de suas deliberações;
Encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos da criança e do adolescente; Encaminhar ao Ministério Público notícia de fato que constitua infração administrativa ou penal contra os direitos da criança e do adolescente; Encaminhar à autoridade judiciária os casos de sua competência; ´-Providenciar a medida estabelecida pela autoridade judiciária, dentre as previstas no art. 101, de I a VI, para o adolescente autor do ato infracional; Expedir notificações;
Lei da palmada: De qualquer forma, a Lei 13.010 de 2014, que ficou conhecida como Lei Menino Bernardo, foi aprovada em 26 de junho e está em vigor desde então, mas ainda é polêmica.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Pós-modernidade


PÓS-MODERNIDADE

Resumo: o que é pós-modernidade?
Um conceito ainda debatido e de validade questionável; Época de incertezas; Época de destruição dos referenciais; Substituição das grande narrativa pelos jogos de linguagem; Eficiência e poder como fim último; Aniquilamento da moral; Liberdade individual identificada como liberdade econômica.
Nossa sociedade, orgulhosa, tão sábia e inteligente, está sendo gradativamente moldada em massa, como um produto, em prisões da linguagem e máscaras de poder. Estas ideias estão nas escolas, universidades, livros, televisão, filmes, jornais e revistas. Então passando para o cidadão comum, não mais de forma sutil, mas de forma aberta, e assim, desafiam e minam a fé cristã.
Em Romanos capitulo 12 e versículo 2, fala-nos sobre a conformidade em relação a este mundo, ou seja a nossa forma é outra. Sobre os desafios enfrentados nesta oportunidade vamos falar sobre, desafio pessoal; porque hoje não temos mais tempo. Tempo para orar, tempo para ler a Bíblia Sagrada, tempo para ir ao templo. Porque tanta inquietação, depressão, síndrome do pânico e etc.
Vejamos: preço de um tênis em media R$ 250,00;preço de um smartphone em media R$2500,00; preço de uma Smart TV em media R$2000,00. Valor do salario mínimo R$954,00. ”. Um tempo no qual até sua conceituação é controversa, indubitavelmente traz consigo desafios pesados e opressores.
Lembrando Dostoievsky: “A verdade é Jesus, e Jesus é a Verdade.
Temos muitos desafios, observe:
Desafio de estar a sós ou com a Igreja em Oração.
Lutero costumava orar três horas por dia; John Knox costumava passar as noites em oração, outros homens mais passavam horas de joelhos, orando.
Para vencer os desafios da pós-modernidade, é necessário ao cristão deste tempo, jovem ou mais experiente, cultivar a manifestação da mente de Cristo (1Co 2.16), desenvolver a fé (1Jo 5.4), cultivar hábitos espirituais (1Co 15.58) e perseverar (Mt 24.13). “Enquanto os homens procuram melhores métodos, Deus procura melhores homens: homens são o método de Deus” (M. Bounds)
Desafio em obedecer ao ide de Jesus. Marcos 16.15

sábado, 31 de março de 2018

Casamento

Apreço, um amor que não tem preço.
“Então Isaque levou Rebeca para a barraca onde Sara, a sua mãe, havia morado, e ela se tornou a sua mulher. Isaque amou Rebeca e assim foi consolado depois da morte da sua mãe.” Gn24:67
E Isaque orou insistentemente ao SENHOR por sua mulher, porquanto era estéril; e o SENHOR ouviu as suas orações, e Rebeca sua mulher concebeu. Gênesis 25:21 A presença de Rebeca foi capaz de suprir a necessidade de amor que Isaque tinha após a morte de sua mãe. A solidão foi embora e a alegria tomou conta de seu coração, mas como todo casal, ainda havia problemas a serem resolvidos, pois Rebeca era estéril e eles precisavam de um filho. Isaque, então, tomou as rédeas do problema e tratou disso com Deus, e o fez de uma maneira tão insistente que moveu o coração de Deus e ela concebeu.

Outros ícones dos Hebreus optaram por arrumar uma amante para gerarem filhos, mas não Isaque. Nesse sentido, eles simbolizam aquilo que há de melhor nos relacionamentos bíblicos, pois eles viveram numa época em que a poligamia era admissível socialmente, mas nem por isso eles se deixaram influenciar, especialmente, porque o amor deles foi algo lindo, sem terceiros, sem nada que roubasse o coração de um ou do outro, uma exclusividade total.
Eu fico imaginando o quanto Rebeca deve ter se sentido amada ao ver seu marido tratando pessoalmente com Deus sobre a sua esterilidade. Naquele instante ela era, aos seus próprios olhos, a mulher mais importante do mundo. Ele poderia ter aproveitado a oportunidade para arrumar uma amante, mas não o fez, e a recompensa foi uma família não perfeita, mas próspera.
Basta olhar para a vida de alguns personagens bíblicos e veremos o estrago que as amantes provocaram em suas vidas, veja Abraão e Agar, Elcana e Penina, Davi e Bate Seba, todos com sérios problemas em família, onde tragédias, conflitos e tristezas eram constantes.

A verdade é que tanto o marido como a esposa têm necessidade de se sentirem importantes para o cônjuge, eles querem ser aceitos com suas virtudes e também com seus muitos defeitos, visto que não se revestiram de perfeição e por melhores que sejam ainda não nasceram asas em suas costas, sinal que continuam humanos e não seres angelicais. Dê uma olhadinha nas costas do seu cônjuge, verifique se lhe nasceram asas, caso não encontre nada aí, além de algumas espinhas, é sinal de que ele ainda é humano e, portanto, irá precisar ser aceito como é, e de vez em quando, perdoado quando falhar.
Ter apreço por alguém fala do valor que atribuímos a esta pessoa, o quanto ela é importante para nós e o quanto nos importamos com ela, fazendo coisas para o seu bem estar.
Você pode encontrar todas as outras colunas em um relacionamento, porém, se a coluna do apreço não existir, as demais não serão suficientes para manter um relacionamento por muito tempo.
Por isso que Paulo fala em I Co 13 que podemos ter muitas virtudes e poderes, porém, se não houver amor, então, nada feito, seremos como címbalo que ressoa. Sabe o que é isso? São pratos metálicos, instrumentos musicais, que se bate um contra o outro, quando tocado sozinho produz som, mas não produz música. E quando acompanhado de outros instrumentos ele se encaixa bem e dá vida a melodia. Pode haver muitas virtudes numa relação, porém, se não houver apreço, será só barulho, não melodia.
Apreço é admiração, é reconhecimento. Então pergunto a você mulher: Você tem dado valor ao seu marido? E tem falado isso a ele? Os homens precisam ser admirados mais por aquilo que fazem, constroem e conquistam do que propriamente pela sua beleza física ou qualquer outra coisa. Também se sentem valorizados e aceitos quando enaltecemos os seus valores éticos e morais.
Experimente falar das qualidades que você enxerga nele, fale isso não só para ele, mas na presença de outras pessoas, quem sabe dos seus filhos, e fique atento e perceba o quanto fará bem a ele. Às vezes, por ignorância nossa, temos o costume de aproveitar a presença de pessoas estranhas para mandarmos recados para o cônjuge criticando alguns comportamentos, mas isso o aborrece e envergonha, e geralmente, não produz o efeito desejado.
 O correto é censurar em particular e elogiar publicamente.
Goethe, um pensador diz assim: “Trate as pessoas da forma como elas devem ser e ajude-as a se tornarem o que elas são capazes de ser.” Simplificando eu diria: “Trate as pessoas como se elas já fossem e elas serão”.

Trate o marido como se já fosse um cavalheiro e ele se tornará em um, trate a esposa como se ela fosse caprichosa e ela adquirirá capricho nas coisas que faz. Toda vez que elogiamos a macarronada da esposa, dizendo que ela faz a melhor macarronada do mundo, além de se sentir amada, ela irá caprichar ainda mais no próximo almoço.
Está em nós o dever de cooperar para que os outros sejam melhores a cada dia, isso é apreço, é querer bem, é provocar o melhor no outro. Apreço também tem a ver com cuidado, estima, segurança e proteção. O tanque emocional precisa estar sempre cheio, a certeza de que é amado, de que faz parte da vida do outro é imprescindível para um convívio por longos tempos.
Alguém disse: “Quem ama cuida” e é verdade, pois tudo aquilo que queremos bem, que estimamos, nós buscamos proteger, cuidar para que continue assim, sempre reluzente.
O apreço é tão importante que a ausência dele faz com que uma mulher mesmo amando o marido, porém se sentindo abandonada por ele, excluída do seu coração, acaba cedendo a tentação do adultério. E faz isso em busca de ser apreciada, em busca de alguém que lhe atribua algum valor.

Instintivamente, buscamos pertencer a alguém ou grupo que nos aprecie, e é essa necessidade que leva os meninos para as “gangs”, a menina para o motel com um homem mais velho,
que leva a mulher honesta aos braços do amante. O apreço será por cada um de nós buscado, ainda que seja num amor maligno e perverso. Quando você homem, usa de cavalheirismo para com sua esposa, é sinal de apreço, de estima. Você está, na verdade, lhe conferindo honrarias dignas de alguém que é bem vinda na sua vida.
Quando você aguça a sua sensibilidade para atender aos apelos silenciosos dela, isso é apreço. Outro dia uma esposa disse assim:
“Pastor, meu marido já não me enxergava dentro de casa, já não notava mais que me arrumava para ele, que fiz um corte de cabelo, que comprei roupas íntimas para ficar mais bonita para ele. Um abraço e beijos, só em datas especiais e ainda assim, bem frios, e nisso tudo, eu estava me sentindo um “trapo velho” e daí, trair foi a forma que encontrei para provar para mim mesma que eu não estava morta, que ainda tinha valor para alguém, e com isso eu destruí minha vida”. Se existe segredos para o sucesso num relacionamento conjugal este é um deles, que o casal para continuar sempre junto deve aumentar o prazer e diminuir os conflitos. E veja que o prazer de se estar junto não requer grandes momentos, coisas
extravagantes, não.
 Não precisa nada disso. Basta um lugar aconchegante, uma praça, um jardim, mãos dadas, braços que se abraçam e bocas que murmuram palavras de amor, do jeitinho que fala a canção. E para diminuir os conflitos, é primeiro diminuir nosso nível de exigência, aumentando nossa tolerância, respeitando as diferenças, e ao invés de criticar o que se faz, o melhor é indicar como gostaria que fosse feito. Não se deve dizer isto ou aquilo está mal feito, está ruim, mas sim, gostaria que fosse feito desta ou daquela maneira, isso muda tudo, não agride e cria a oportunidade de melhorar.

Porque às vezes o casal briga por coisas tão pequenas? Porque o nível de exigência é alto demais. Não se tolera o menor erro, o pequeno deslize, e são essas “raposinhas”, veja Ct 2:15, que fazem grandes males ao casamento. Porque será que tratamos com prioridade pessoas que nos tratam apenas como uma opção e tratamos como opção pessoas que deveriam ser tratadas como uma prioridade? Passamos boa parte da nossa vida dando o nosso melhor para pessoas que pouco se importam conosco, e dando o pior para aqueles que nos são mais importantes.

É preciso mudar isto com urgência. Quando um cônjuge percebe que o outro está fazendo o melhor para lhe oferecer conforto, segurança, bem estar, carinho, afeto, ternura, então, se dá conta que é especial para alguém e nesse vai e vem de cuidados e zelos, passa a retribuir da mesma forma, e assim o amor cresce e se fortalece, e está erigida a primeira coluna de sustentação de um casamento duradouro e prazeroso, o apreço. Ilustração: Descobrindo o amor.
Uma semana após a criação da mulher, o homem voltou-se a Deus e disse-lhe: - Senhor, a criatura que fizestes para ser minha companheira transformou a minha vida num tormento.
Ela fala sem cessar e insiste em que lhe dê atenção o dia inteiro. Chora por qualquer motivo. Fica emburrada com facilidade e é quase impossível fazer com que ela seja FELIZ.

sexta-feira, 16 de março de 2018

Cura Para Surdez


Concluindo o livro de Deuteronômio, eu aprendo que vale a pena ouvir a voz de Deus e não sermos negligentes, o Próprio líder Moisés escutou Deus mas não ouviu, quando Ele disse que era pra falar a rocha e não feri-la. Quantas vezes somos negligentes, fazemos ouvido de mercador, quando na realidade deveríamos nos quebrantar aos pés daquele que tudo pode o Nosso Senhor Jesus Cristo.

SURDEZ ESPIRITUAL:
Jr. 6.10; Ez 12.2; Zc  7.11 e II Tm 4.4

AUDIÇÃO ESPIRITUAL:
Pv 8.4; 15.31; Ec 5.1; Lc 8.15; Tg 1.19

NEGLIGENTE, características:
a) Sentimentalismo: Ez 33.32 -  b) Desobediência: Mt 13.19 - c) Sem profundidade: Mt 13.20, 21 -  d) Dureza: Lc 16.31 - e) Esquecimento: Tg 1.23 - 25

sexta-feira, 2 de março de 2018

Capítulo 27 de Deuteronômio


No capítulo 27 temos o terceiro discurso de Moisés, e quero chamar a sua atenção para que não deixemos que nossas vistas atrapalhem a nossa visão, ver além das densas nuvens faz uma grande diferença, que tem visão sabe que, lá bem no alto o sol brilha. 

Promessas divinas:
I – Características: não falham I Rs 8.56; garantidas pelo poder divino Rm 4.21; de valor infinito II Pe 1.4; culminam na vida eterna I Jo 2.25

II – Para os crentes: provisões para o corpo Sl 37.3; bênçãos sem limites   Mc 9. 23; respostas à oração Mc 11.24; vida eterna Jo 3.14,15; Poder  para realizar o serviço Jo 14.12,13; salvação Rm 1.16

III – ao arrependido: Sl 34.18; Mq 7.18; Lc 15.7; At 3.19

IV – Promessas aos tentados: poder de pisar forças malignas Lc 10.19; segurança através da intercessão de Cristo Lc 22.31,32; ajuda na hora da prova Hb 2.18; vitória final Tg 4.7; entronização com Cristo Ap 3.21

Postagem em destaque

Cerimônia Fúnebre: Funeral

Todo Pastor, Presbítero ou Dirigente de congregação deve estar pronto para realizar um cerimonial fúnebre, ( funeral ), é uma oportunidade p...