quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Jesus Cristo


No natal nos lembramos do nascimento do nosso Senhor Jesus Cristo, Ele veio ao mundo com uma missão, pagar o preço que nos era contrário. Havia um preço a pagar, somente a morte de um Justo faria retornar a Verdadeira comunhão entre Deus e os homens quebrada no Jardim do Éden.

Na mitologia judaico-cristã, o Jardim do Éden, do hebraico Gan Eden, גן עדן, é o local onde ocorreram os eventos narrados no Livro do Gênesis (Gen., 2 e 3), onde é narrada a forma como Deus cria Adão e Eva, planta um jardim no Éden (a oriente), e indica ao homem que havia criado, para o cultivar e guardar.
A ordenança dada por Deus seria a de que o Homem podia comer os frutos de todas as árvores do bem do jardim, excepto os da árvore do conhecimento do que é o bem e do que é o mal. Ao desobedecer esta ordenança e comer esse fruto proibido, Adão e Eva ficam a conhecer o bem e o mal, e do pecado nasceu a vergonha e o reconhecimento de estarem nus. Em resultado da desobediência, Deus expulsa o homem do jardim.

Cristo Não morreu para que o Pai se tornasse amoroso, sim, o Nosso Deus é amor. 

Na cruz foram convergidas todas as forças do universo: O homem - assassinando o filho de Deus. Satanás - esmagando a semente da mulher. Jesus - realizou sua obra morrendo por nós. Deus- fez a parte dele demonstrando sua justiça e seu amor sua ira sobre seu Filho.

Horário da Crucificação: 9 horas
Densas trevas: 12 horas
Término: 15 horas

´´Um Deus que não pode sofrer é um Deus que não pode amar.`` 
( Dennis Ngien ) 

sábado, 29 de novembro de 2014

DEFENDENDO O TERRITÓRIO


2Sm 23:11 e 12  Depois dele era Samá, filho de Agé, o hararita. Os filisteus se haviam ajuntado em Leí, onde havia um terreno cheio de lentilhas; e o povo fugiu de diante dos filisteus.
Samá, porém, pondo-se no meio daquele terreno, defendeu-o e matou os filisteus, e o Senhor efetuou um grande livramento.
Samá (em hebraico: שַׁמָּה, fama, renome) foi o filho de Agé, um hararita, e um dos três legendários ´´valentes" do Rei Davi e viveu por volta do ano 1.000 a.C. É chamado também de Samote Samute. Foi designado como um dos oficiais de Davi, encarregado da milícia durante o quinto mês do ano.
Seu maior feito foi a derrota de uma tropa de filisteus. Depois de os israelitas fugirem da tropa filistéia, Samá ficou sozinho e os derrotou.
Sama é melhor observado como o valente de Davi, que com uma só tacada, derrotou um exército inteiro de 300-800 homens sobre de um monte de lentilha.
Temos aqui um exemplo de um homem que não aceitou perder um pedaço de terra e nem aquela lentilha, ainda que a terra fosse pouca e lentilha não tem um grande valor comercial Samá naquele dia resolve lutar.
 Assim acontece conosco não damos a real importância o que Deus coloca em nossas mãos e o inimigo vai minando e ganhando espaço em um território que é nosso, valorizemos as pequenas coisas e Deus nos dará  grandes coisas.
O teu casamento, o teu cônjuge, filhos, trabalho e sua Igreja são territórios que o Diabo não deve tomar, ainda que alguém diga: Isto é pouco. Mas saiba que ainda que seja somente lentilha, talvez você mesmo pense, não é uma videira, não é uma oliveira e nem trigo mas é o que Deus concedeu a você, então ore, lute e prossiga com fé em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, Ele mesmo diz: A fé remove montanha. 
Quase sempre o primeiro passo é nosso, muitas vezes o Senhor requer uma atitude, Samá teve a atitude e Deus ´´ efetuou um grande livramento.``. 

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Quem será salvo???



DE ACORDO COM O ARMINIANISMO:
A salvação é um resultado da combinação dos esforços de Deus (que toma a iniciativa) e do homem (que tem de responder à iniciativa divina), mas a resposta do homem é o fato determinante. Deus providenciou a salvação para todos; essa provisão, porém, se torna efetiva somente para aqueles que, por sua própria vontade, escolherem cooperar com Deus e aceitarem sua oferta de graça. Nesse ponto crucial, a vontade do homem desempenha um papel decisivo. Assim, o homem, e não Deus, resolve quem serão os recipientes da salvação.

DE ACORDO COM O CALVINISMO:
A salvação é realizada pelo poder do Deus triúno. O Pai escolheu um povo, o Filho morreu por esse povo, e o Espírito Santo torna a morte de Cristo eficaz, ao trazer os eleitos à fé e ao arrependimento, levando-os a obedecerem voluntariamente ao evangelho. Todo o processo (eleição, redenção e regeneração) é uma obra de Deus, realizada tão-somente pela graça. Assim, Deus, e não o homem, determina quem serão os recipientes do domda salvação.

ENTENDO QUE:
A salvação do homem já foi consumada na cruz do calvário, porém o homem precisa crer, a Bíblia diz que, ´´Aquele que crer e for batizado será salvo porém o que não crer será condenado.``, a Bíblia diz que ´´Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.``, então as boas novas de salvação são anunciadas e cabe ao homem crer, confessar com a sua boca a Cristo e num ato de fé publica passar pelo batismo nas águas. 
Por isso é importante o trabalho dos missionários, olha o que a Bíblia diz:Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? 

A erudição e a posição eclesiástica não são provas de que o ministro de Cristo é instruído 
pelo Espírito.
J. C. Ryle

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Eleição Para Presidente

http://oglobo.globo.com/brasil/veja-doleiro-diz-que-dilma-lula-sabiam-de-tudo-14341970

Vendo as manchetes de tanta corrupção nos governos Lula e Dilma só me resta uma coisa VOTAR em Aécio 45 para presidente.
O Brasil foi para as ruas e gritou para o mundo ouvir e agora vai votar 13, sinceramente é uma frustração!!!
É mensalão e agora doleiro da Petrobras e desvio e superfaturamento na Copa do Mundo!!!
- Eu voto Aécio 45.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Plante uma árvore!

Natureza
(natura + -eza)

a)    Conjunto das coisas criadas.

    b)   Espécie.gênero.

Natureza viva

• Os seres pertencentes ao reino vegetal e animal.


Natureza morta 
Pintura que representa .objetos inanimadoscom .exceção de paisagens e cadáveres.Ver imagem
Plural: naturezas-mortas.


 O termo "natureza" faz referência aos fenômenos do mundo físico, e também à vida em geral. Geralmente não inclui os objetos construídos pelo homem.
A palavra "natureza" provém da palavra latina natura, que significa "qualidade essencial, disposição inata, o curso das coisas e o próprio universo".1 Natura é a tradução para o latim da palavra   grega physis (φύσις), que em seu significado original fazia referência à forma inata que crescem espontaneamente plantas e animais. O conceito de natureza como um todo — o universo físico — é um conceito mais recente que adquiriu um uso cada vez mais amplo com o desenvolvimento do método  científico moderno nos últimos séculos.
Dentro dos diversos usos atuais desta palavra, "natureza" pode fazer referência ao domínio geral de diversos tipos de seres vivos, como plantas e animais, e em alguns casos aos processos associados com objetos inanimados - a forma em que existem os diversos tipos particulares de coisas e suas mudanças espontâneas, assim como o tempo atmosférico, ageologia da Terra e a matéria e energia estes entes possuem.
 Frequentemente se considera que significa "entorno natural": animais selvagens, rochas, bosques, praias, e em geral todas as coisas que não tenham sido alteradas substancialmente pelo ser humano, ou persistem apesar da intervenção humana. Este conceito mais tradicional das coisas naturais implica uma distinção entre o natural e o artificial, entendido este último como algo feito por uma mente ou uma consciência.
O crescimento das populações, o aumento do consumo ligado às inovações tecnológicas, à escala global, uma proliferação de resíduos que contaminam o ambiente, afectam os ecossistemas, pondo em causa a natureza.
No sentido de permitir um desenvolvimento sustentável, o Homem tem vindo a desenvolver práticas que permitem a proteção e a conservação da Natureza.Vamos CUIDAR da NATUREZA!!!









segunda-feira, 29 de setembro de 2014





Batismo nas águas Setembro de 2014, a Assembleia de Deus de Miguel Pereira arrebanhando novos irmãos para ingressarem na fileira santa!!! 

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Borboleta imperador

TUDO TEM O TEMPO CERTO!!!
L.B. Cowman Diz: Pude testemunhar os primeiros esforços de minha mariposa aprisionada para escapar do longo confinamento. 
Ela não parecia capaz de ir além de certo ponto, e no final a minha paciência havia se esgotado. 
Pensei que seria mais sábia e mais misericordiosa que o Criador e decidi ajudá-la. Com ponta das minhas tesouras, abri a malha do casulo para tornar a saída um pouco mais fácil. Imediatamente e com perfeita facilidade, minha mariposa rastejou para fora arrastando um grande corpo inchado e pequenas asa encolhidas!!!.
Esperei que a minha mariposa, a mais bela de sua espécie, aparecesse em toda a sua perfeita formosura. Mas foi em vão. A minha ternura inapropriada fora a sua ruína. A mariposa sofreu uma vida abortada, rastejando dolorosamente durante sua curta existência em vez de voar pelo ar em asas de arco-íris. Pois não sabia que a pressão no processo de saída forçava o fluido em direção ás asas!!!.


Mas as ocasiões em que Deus parece distante e silencioso tornam-se o combustível para o fogo em que a glória começa a arder brilhantemente. No momento da dificuldade não deve haver desespero e sim a fé em Deus e tudo dará certo, a vida é feita de provações, vitória lutas e conquistas, não tente ajudar Deus, confie, lute e espere Nele!!!


quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Jehovah Jireh

2Co_9: 10 Now he who supplies seed to the sower and bread for food will supply and multiply your seed for sowing and increase the harvest of your righteousness.

This verse before I come to the conclusion that we as MEN only need to sow, harvest and prepare food, because God is our Jehovah Jireh always looking for men with broken hearts, who are''Verdadeiros worshipers who worships in spirit and verdade``; He gives us the SEED, BREAD and still give us the land and multiplied our terms.
Maybe you are facing adverse situations and from his youth LIFE only presented him trouble, but note that the Holy Bible tells us that Jabez had everything to be small, but had lower ATTITUDE and sought God in prayer and his history was changed, now has an attitude to meet the Our ​​Eternal Father and He will grant you the desire of your HEART!

1Cr_4: 10 And Jabez called on the God of Israel, saying, Would God bless me indeed, and enlarge my territory! Let your hand be with me and do the evil that I may not grieve me! And God granted him what he asked of her.

JEOVÁ JIREH

2Co_9:10  Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, e pão para comer, também dará e multiplicará a vossa sementeira, e aumentará os frutos da vossa justiça.

Diante deste versículo chego a conclusão que nós HOMENS tão somente precisamos semear, colher e preparar o alimento, pois, DEUS o nosso Jeová Jireh sempre está a procura de homens com o coração quebrantado, daqueles que são ´´Verdadeiros adoradores que o adora em espírito e em verdade``;  Ele nos dá a SEMENTE, o PÃO e ainda nos dará o terreno e multiplicara os nossos termos.
Quem sabe você está enfrentando situações adversas e desde a sua meninice a VIDA só lhe apresentou dificuldades, mas observe que a Bíblia Sagrada nos conta de Jabes que tinha tudo para ser pequeno e inferior mas teve ATITUDE e buscou a Deus em oração e sua História foi mudada, tenha agora uma atitude de ir ao encontro do Nosso Pai Eterno e ELE lhe concederá o desejo do seu CORAÇÃO!

1Cr_4:10  Jabes invocou o Deus de Israel, dizendo: Oxalá que me abençoes, e estendas os meus termos; que a tua mão seja comigo e faças que do mal eu não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe pedira.

sábado, 26 de julho de 2014

Israel em Guerra


Gên_25:26  Depois saiu o seu irmão, agarrada sua mão ao calcanhar de Esaú; pelo que foi chamado Jacó. E Isaque tinha sessenta anos quando Rebeca os deu à luz.
Rom 10:1,12 e 13 Irmãos, o bom desejo do meu coração e a minha súplica a Deus por Israel é para sua salvação.
Porquanto não há distinção entre judeu e grego; porque o mesmo Senhor o é de todos, rico para com todos os que o invocam.
Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
- Sou pela paz entre povos, tribos e nações portanto, é um grande momento de orarmos por Israel, por toda Palestina e enfim oriente e ocidente!!! 
Existem situações extremas porém o diálogo é sempre a melhor saída, a questão da guerra Israel e Palestina é por terra e não por petróleo, politica ou situação parecida!!! PAZ PARA ISRAEL!!!!
(Rogerio Brum)


Palestina (do original Filistina – “Terra dos Filisteus”) é o nome dado desde a Antiguidade à região do Oriente Próximo (impropriamente chamado de “Oriente Médio”), localizada ao sul do Líbano e a nordeste da Península do Sinai, entre o Mar Mediterrâneo e o vale do Rio Jordão. Trata-se da Canaã bíblica, que os judeus tradicionalistas preferem chamar de Sion.
A Palestina foi conquistada pelos hebreus ou israelitas (mais tarde também conhecidos como judeus) por volta de 1200 a.C., depois que aquele povo se retirou do Egito, onde vivera por alguns séculos.
Mas as sucessivas dominações estrangeiras, começadas com a tomada de Jerusalém (587 a.C.) por Nabucodonosor, rei da Babilônia, deram início a um progressivo processo de diáspora (dispersão) da população judaica, embora sua grande maioria ainda permanecesse na Palestina.
As duas rebeliões dos judeus contra o domínio romano (em 66-70 e 133-135 d.C.) tiveram resultados desastrosos. Ao debelar a primeira revolta, o general (mais tarde imperador) Tito arrasou o Templo de Jerusalém, do qual restou apenas o Muro das Lamentações. E o imperador Adriano, ao sufocar a segunda, intensificou a diáspora e proibiu os judeus de viver em Jerusalém. A partir de então, os israelitas espalharam-se pelo Império Romano; alguns grupos emigraram para a Mesopotâmia e outros pontos do Oriente Médio, fora do poder de Roma.
A partir de então, a Palestina passou a ser habitada por populações helenísticas romanizadas; e, em 395, quando da divisão do Império Romano, tornou-se uma província do Império Romano do Oriente (ou Império Bizantino).
Em 638, a região foi conquistada pelos árabes, no contexto da expansão do islamismo, e passou a fazer parte domundo árabe, embora sua situação política oscilasse ao sabor das constantes lutas entre governos muçulmanos rivais. Chegou até mesmo a constituir um Estado cristão fundado pelos cruzados (1099-1187). Finalmente, de 1517 a 1918, a Palestina foi incorporada ao imenso Império Otomano (ou Império Turco). Deve-se, a propósito, lembrar que os turcos, e embora muçulmanos, não pertencem à etnia árabe.
Em 1896, o escritor austríaco de origem judaica Theodor Herzl fundou o Movimento Sionista, que pregava a criação de um Estado judeu na antiga pátria dos hebreus.
Esse projeto, aprovado em um congresso israelita reunido em Genebra, teve ampla ressonância junto à comunidade judaica internacional e foi apoiado sobretudo pelo governo britânico (apoio oficializado em 1917, em plena Primeira Guerra Mundial, pela Declaração Balfour).
No início do século XX, já existiam na região pequenas comunidades israelitas, vivendo em meio à população predominantemente árabe. A partir de então, novos núcleos começaram a ser instalados, geralmente mediantecompra de terras aos árabes palestinos.
Durante a Primeira Guerra Mundial, a Turquia lutou ao lado da Alemanha e, derrotada, viu-se privada de todas as suas possessões no mundo árabe. A Palestina passou então a ser administrada pela Grã-Bretanha, mediante mandato concedido pela Liga das Nações.
Depois de 1918, a imigração de judeus para a Palestina ganhou impulso, o que começou a gerar inquietação no seio da população árabe. A crescente hostilidade desta última levou os colonos judeus a criar uma organização paramilitar – a Haganah – a princípio voltada para a autodefesa e mais tarde também para operações de ataque contra os árabes.
Apesar do conteúdo da Declaração Balfour, favorável à criação de um Estado judeu, a Grã-Bretanha tentou frear o movimento imigratório para não descontentar os Estados muçulmanos do Oriente Médio, com quem mantinha proveitosas relações econômicas; mas viu-se confrontada pela pressão mundial da coletividade israelita e, dentro da própria Palestina, pela ação de organizações terroristas.
Após a Segunda Guerra Mundial, o fluxo de imigrantes judeus tornou-se irresistível. Em 1947, a Assembléia Geral da ONU decidiu dividir a Palestina em dois Estados independentes: um judeu e outro palestino. Mas tanto os palestinos como os Estados árabes vizinhos recusaram-se a acatar a partilha proposta pela ONU.
Em 14 de maio de 1948, foi proclamado o Estado de Israel, que se viu imediatamente atacado pelo Egito, Arábia Saudita, Jordânia, Iraque, Síria e Líbano (1ª Guerra Árabe-Israelense). Os árabes foram derrotados e Israel passou a controlar 75% do território palestino. A partir daí, iniciou-se o êxodo dos palestinos para os países vizinhos. Atualmente, esses refugiados somam cerca de 3 milhões.
Os 25% restantes da Palestina, correspondentes à Faixa de Gaza e à Cisjordânia, ficaram sob ocupação respectivamente do Egito e da Jordânia. Note-se que a Cisjordânia incluía a parte oriental de Jerusalém, onde fica a Cidade Velha, de grande importância histórica e religiosa.
Damos a seguir a cronologia dos principais acontecimentos subsequentes
1947 – A ONU aprova a partilha da Palestina em dois Estados – um judeu e outro árabe. Essa resolução é rejeitada pela Liga dos Estados Árabes.
1948 – Os Judeus proclamam o Estado de Israel, provocando a reação dos países árabes. Primeira Guerra Árabe-Israelense. Vitória de Israel sobre o Egito, Jordânia, Iraque, Síria e Líbano e ampliação do território israelense em relação ao que fora estipulado pela ONU. Centenas de milhares de palestinos são expulsos para os países vizinhos. Como territórios palestinos restaram a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, ocupadas respectivamente por tropas egípcias e jordanianas.
1956 – Guerra entre Israel e o Egito. Embora vitoriosos militarmente, os israelenses retiraram-se da Faixa de Gaza e da parte da Península do Sinai que haviam ocupado.
1964 – Criação da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), cuja pretensão inicial era destruir Israel e criar um Estado Árabe Palestino. Utilizando táticas terroristas e sofrendo pesadas retaliações israelenses, a OLP não alcançou seu objetivo e, com o decorrer do tempo, passou a admitir implicitamente a existência de Israel.
1967 – Guerra dos Seis Dias. Atacando fulminantemente em três frentes, os israelenses ocupam a Faixa de Gaza e a Cisjordânia (territórios habitados pelos palestinos) e tomam a Península do Sinai ao Egito, bem como as Colinas de Golan à Síria.


1970 – “Setembro Negro”. Desejando pôr fim às retaliações israelenses contra a Jordânia, de onde provinha a quase totalidade das incursões palestinas contra Israel, o rei Hussein ordena que suas tropas ataquem os refugiados palestinos. Centenas deles são massacrados e a maioria dos sobreviventes se transfere para o Líbano.
1973 – Guerra do Yom Kippur (“Dia do Perdão”). Aproveitando o feriado religioso judaico, Egito e Síria atacam Israel; são porém derrotados e os israelenses conservam em seu poder os territórios ocupados em 1967. Para pressionar os países ocidentais, no sentido de diminuir seu apoio a Israel, a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) provoca uma forte elevação nos preços do petróleo.
1977 – Pela primeira vez, desde a fundação de Israel, uma coalizão conservadora (o Bloco Likud) obtém maioria parla mentar. O novo primeiro-ministro, Menachem Begin, inicia o assentamento de colonos judeus nos territórios ocupados em 1967.
1979 – Acordo de Camp David. O Egito é o primeiro país árabe a reconhecer o Estado de Israel. Este, em contrapartida, devolve a Península do Sinai ao Egito (cláusula cumprida somente em 1982). Em 1981, militares egípcios contrários à paz com Israel assassinam o presidente Anwar Sadat.
1982 – Israel invade o Líbano (então em plena guerra civil entre cristãos e muçulmanos) e consegue expulsar a OLP do território libanês. Os israelenses chegam a ocupar Beirute,
capital do Líbano. Ocorrem massacres de refugiados palestinos pelas milícias cristãs libanesas, com a conivência dos israelenses.
1985 – As tropas israelenses recuam para o sul do Líbano, onde mantêm uma “zona de segurança” com pouco mais de 10 km de largura. Para combater a ocupação israelense, forma-se o Hezbollah (“Partido de Deus”), organização xiita libanesa apoiada pelo governo islâmico fundamentalista do Irã.
1987 – Começa em Gaza (e se estende à Cisjordânia) a Intifada (“Revolta Popular”) dos palestinos contra a ocupação israelense. Basicamente, a Intifada consiste em manisfestações diárias da população civil, que arremessa pedras contra os soldados israelenses. Estes frequentemente revidam a bala, provocando mortes e prejudicando a imagem de Israel junto à opinião internacional. Resoluções da ONU a favor dos palestinos são sistematicamente ignoradas pelo governo israelense ou vetadas pelos Estados Unidos. A Intifada termina em 1992.
1993 – Com a mediação do presidente norte-americano Bill Clinton, Yasser Arafat, líder da OLP, e Yitzhak Rabin, primeiro-ministro de Israel, firmam em Washington um acordo prevendo a criação de uma Autoridade Nacional Palestina, com autonomia administrativa e policial em alguns pontos do território palestino. Prevê-se também a progressiva retirada das forças israelenses de Gaza e da Cisjordânia. Em troca, a OLP reconhece o direito de Israel à existência e renuncia formalmente ao terrorismo. Mas duas organizações extremistas palestinas (Hamas e Jihad Islâmica) opõem-se aos termos do acordo, assim como os judeus ultranacionalistas.
1994 – Arafat retorna à Palestina, depois de 27 anos de exílio, como chefe da Autoridade Nacional Palestina (eleições realizadas em 1996 o confirmam como presidente) e se instala em Jericó. Sua jurisdição abrange algumas localidades da Cisjordânia e a Faixa de Gaza – embora nesta última 4 000 colonos judeus permaneçam sob administração e proteção militar israelenses. O mesmo ocorre com os assentamentos na Cisjordânia. Na cidade de Hebron (120 000 habitantes palestinos), por exemplo, 600 colonos vivem com o apoio de tropas de Israel. Nesse mesmo ano, a Jordânia é o segundo país árabe a assinar um tratado de paz com os israelenses.
1995 – Acordo entre Israel e a OLP para conceder autonomia (mas não soberania) a toda a Palestina, em prazo ainda indeterminado. Em 4 de novembro, Rabin é assassinado por um extremista judeu.
1996 – É eleito primeiro-ministro Binyamin Netanyahu, do Partido Likud (antes denominado Bloco Liked), que paralisa a retirada das tropas de ocupação dos territórios palestinos e intensifica os assentamentos de colonos judeus em Gaza, na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, em meio à população predominantemente árabe. O processo de pacificação da região entra em compasso de espera, ao mesmo tempo em que recrudescem os atentados terroristas palestinos. Em Israel, o primeiro-ministro (chefe do governo) é eleito pelo voto direto dos cidadãos.
1999 – Ehud Barak, do Partido Trabalhista (ao qual também pertencia Yitzhak Rabin), é eleito primeiro-ministro e retoma as negociações com Arafat, mas sem que se produzam resultados práticos.
2000 – Israel retira-se da “zona de segurança” no sul do Líbano. Enfraquecido politicamente, devido à falta de progresso no camiho da paz, e também devido às ações terroristas palestinas (não obstante as represálias israelenses), Barak renuncia ao cargo de primeiro-ministro. São convocadas novas eleições, nas quais ele se reapresenta como candidato. Mas o vencedor é o general da reserva Ariel Sharon, do Partido Likud, implacável inimigo dos palestinos. Pouco antes das eleições, começa nos territórios ocupados uma nova Intifada.
2001 – Agrava-se o ciclo de violência: manifestações contra a ocupação israelense, atentados suicidas palestinos e graves retaliações israelenses. Nesse contexto, Yasser Arafat, já septuagenário, parece incapaz de manter a autoridade sobre seus compatriotas ou de restabelecer algum tipo de diálogo com Israel, cujo governo por sua vez mantém uma inflexível posição de força.

Balanço Atual

Até agora, Israel desocupou apenas sete cidades da Cisjordânia (uma oitava foi desocupada parcialmente),
correspondentes a 3% do território cisjordaniano; deste, 24% encontram-se sob controle misto israelense-palestino e 74% permanecem inteiramente ocupados. Em termos demográficos, 29% dos palestinos estão sob a jurisdição exclusiva da Autoridade Palestina. Quanto à Faixa de Gaza, cuja importância é consideravelmente menor, nela permanecem apenas as tropas israelenses que protegem os colonos judeus ali estabelecidos.
Os grandes obstáculos para a implementação do acordo firmado entre Yitzhak Rabin e Yasser Arafat são:
a) A oposição das facções extremistas, tanto palestinas como isralelenses.
b) A posição militarista e intransigente do governo Sharon.
c) O estatuto de Jerusalém Oriental, que os palestinos almejam transformar em sua capital mas que já foi incorporada oficialmente ao território israelense, dentro do conceito de que a cidade de Jerusalém “é a capital de Israel, una e indivisível”.
d) O problema dos 150 000 colonos existentes em Gaza e na Cisjordânia e que se recusam a deixar seus assentamentos.
e) A disputa pelos recursos hídricos do Rio Jordão, pois parte de seu curso (na fronteira entre a Jordânia e a Cisjordânia) ficaria fora do controle de Israel.
f) O território palestino simplesmente não tem como absorver os quase 3 milhões de refugiados que habitavam terras do atual Estado de Israel e que continuam a viver, na maior parte, em precários campos de refugiados espalhados pelo mundo árabe – notadamente no Líbano.

A “Cidade Velha”

A disputada “Cidade Velha”, dentro de Jerusalém Oriental, conta com locais sagrados de três religiões. Os principais são: o Muro das Lamentações, reverenciado pelos judeus como o único remanescente do grandioso Templo de Jerusalém; a Mesquita da Rocha (foto acima), erigida sobre um rochedo de onde, segundo a tradição islâmica, a alma de Maomé ascendeu ao Paraíso; por último, a Igreja do Santo Sepulcro, construída sobre o lugar onde Cristo teria sido sepultado e, de acordo com a crença cristã, ressuscitou no terceiro dia.



sábado, 5 de julho de 2014



´´Creio no sol, mesmo quando ele não brilha. Creio no amor, mesmo quando não o sinto. Creio em Deus mesmo quando Ele permanece silencioso.`` (Autor: prisioneiro da II guerra mundial)

A fé em Deus é algo essencial para o ser humano, nós somos feitos a imagem e semelhança de Deus, somos filhos de Deus, e o pecado, sim,  ele nos afasta do SENHOR, pecados como luxúria, furto, homicídio, adultério, idolatria e tudo mais; porém o nosso Pai Celestial nos ama e ELE deu o seu filho primogênito para que morresse por nós lá na cruz do calvário, isto mesmo Ele esteve aqui na terra e foi crucificado, estou falando do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, morreu mas ao terceiro dia ressuscitou e se você for lá em Jerusalém onde o Doutor José de Arimatéia emprestou o sepulcro de sua família para que pusessem o corpo de Cristo, lá há uma placa que diz: Ele não está mas aqui, RESSUSCITOU.

Está aí algumas frase importantes:
´´A crença mostra o caminho, a fé anda por ele.`` ( C. Thorpe)
´´ O único edifício construído de cima para baixo é o edifício da fé.`` (Carvalho de Azevedo)
´´A fé é morta para a dúvida; surda para o desencorajamento; cega para as impossibilidades e não vê nada, a não ser o sucesso em Deus.`` (Eleanor L. Doan)
´´A fé consiste em acreditarmos no que não vemos; e, como recompensa, vermos aquilo que cremos.`` (Agostinho)
´´Fé é fazer a vontade de Deus sem fazer perguntas.`` (Samuel Coleridge)

Então creia que há um Deus que criou os céus, a terra, o mar e tudo que neles há, creia que ELE enviou o seu Filho Jesus Cristo como o Salvador e o Espírito Santo como nosso Guia e Advogado!!!

sexta-feira, 4 de julho de 2014

  Paty do Alferes - RJ
 Paty do Alferes - RJ
  Paty do Alferes - RJ

Estes lugares acima fazem parte da minha História, onde passei boa parte da minha vida!!!

quinta-feira, 26 de junho de 2014


Rom 10:12  Porquanto não há distinção entre judeu e grego; porque o mesmo Senhor o é de todos, rico para com todos os que o invocam.
Rom 10:13  Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
 
Querido o HOMEM é um SER e nunca foi um animal, a nossa existência não está presa somente neste TEMPO mas como CRIATURAS viveremos uma eternidade ao lado do nosso CRIADOR.
O homem e constituído de  corpo, alma e espírito e se o corpo desse a sepultura o espírito volta para Deus que o deu e a alma você quem decide onde ela passará a eternidade!.

 Luc_12:20  Mas Deus lhe disse: Insensato, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? 
Luc_16:22  Veio a morrer o mendigo, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; morreu também o rico, e foi sepultado. 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Como Montar Uma Banda de Música


É muito importante a MÚSICA em nossos Templos, quando o povo de Deus se reúne para prestar um verdadeiro culto a Deus com toda reverência e gratidão o SENHOR opera grandes maravilhas.
A MÚSICA tem o ´´poder`` de tocar o emocional e quando este culto tem a PALAVRA de Deus há cura e libertação do interior e exterior do HOMEM.

Os pastores devem investir nesta área e este investimento deve atingir todas as faixas etárias, porém quando se começa a trabalhar com os pré-adolescente, adolescentes e jovens o resultado é simplesmente FANTÁSTICO e além de ter bons músicos formado em sua congregação também é uma excelente oportunidade de fazer um forte EVANGELISMO.

Como montar uma BANDA de MÚSICA:
  1. Ter um professor.
  2. Começar sempre pela parte teórica e depois pela prática.
  3. A parte teórica deve ser no minimo de 3 meses.
  4. No inicio não há necessidade de comprar instrumentos de primeira linha.
  5. Diversificar ao máximo, ter alunos aprendendo trombone de vara e pisto, trompete, sax alto e tenor, clarinete, flauta, bateria, violão, violino, violão celo, ETC.
  6. Não desistir diante das desistências, pois é normal começar com uma turma de 40 e terminar com 15.
  7. Orar e ensinar a Bíblia Sagrada.
Bom é importante frisar que conhecer a MÚSICA na sua essência não é só obrigação de quem toca instrumentos de SOPRO mas também que toca instrumentos de CORDAS e de PERCUSSÃO.  
Sejamos incentivadores de irmãos e irmãs para que a música genuína, SACRA e cristã perdure por muitas gerações.
´´Quando os trombeteiros e os cantores estavam acordes em fazerem ouvir uma só voz, louvando ao Senhor e dando-lhe graças, e quando levantavam a voz com trombetas, e címbalos, e outros instrumentos de música, e louvavam ao Senhor, dizendo: Porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre; então se encheu duma nuvem a casa, a saber, a casa do Senhor,`` ( 2Cr_5:13)  

http://pbrogeriobrum.blogspot.com.br/2011/09/nomes-para-banda-de-musica.html

   

sábado, 3 de maio de 2014

Liberdade&Libertação


Comparando o povo Hebreu e a Igreja vemos algumas particularidades, por exemplo em relação a admissão destes dois povos na eleição de Deus.
 Lembrando que Cristo nos deixou três ordenanças:            
 1- Pregar e ensinar a Palavra. 2 - Batismo nas águas. 3 - Santa  Ceia do Senhor.  

Os Hebreus que agora estão no Egito que para a Igreja é o mundo e para escaparem da morte precisam sacrificar cordeiros e aspergir o sangue dos mesmos nos umbrais das portas e janelas,(páscoa), a Igreja também para sair do mundo que para os Hebreus é o Egito precisa receber na sua vida o sangue de Cristo em sua casa espiritual(corpo).

Porém quando Faraó teve convicção que os Hebreus partiram ele então envia o seu exército para perseguir, aprisionar e matar os Hebreus que estavam dando o segundo passo na admissão da eleição de Deus, o batismo no Mar Vermelho, podemos observar que com Jesus Cristo não foi diferente assim que saiu das águas batismais foi impelido para o deserto e ali tentado por Satanás que foi o Faraó para os Hebreus.
Um ponto importante é que Cristo sendo o próprio Cordeiro já tinha em si mesmo o primeiro passo, porém foi em direção ao segundo e quando João Batista tenta impedir, Ele diz: Deixa para que se cumpra com toda a justiça.

Agora o povo Hebreu passa pela experiência de enfrentar hostes, principados e potestades; cada povo que eles(Hebreus) tem que enfrentar é uma experiência nova e somente os crentes fiéis entraram na terra prometida(Canaã). Assim também acontece com aqueles que decidem dar os três passos para chegar na terra prometida(Jerusalém Celestial).

O povo Hebreu viveu também a experiência de beber água da rocha e comer o maná que todo dia Deus enviava e assim também a Igreja precisa beber o sangue e comer a carne de Cristo, o que nos traz a memória esta grande verdade é o vinho e o pão!!!
Então é justificado aqueles que aceitam serem recebidos por Cristo como seu Salvador, passa pelo Batismo nas águas e participa da santa ceia do Senhor, agora tudo isto com fé incondicional e sem pensamentos dúbios!!!

Textos:
  Êx 14:21  Então Moisés estendeu a mão sobre o mar; e o Senhor fez retirar o mar por um forte vento oriental toda aquela noite, e fez do mar terra seca, e as águas foram divididas.
1Co_1:15  para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome.
1Co_10:2  e, na nuvem e no mar, todos foram batizados em Moisés,
1Co_12:13  Pois em um só Espírito fomos todos nós batizados em um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.
Gál_3:27  Porque todos quantos fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo.
Mc_10:39  E lhe responderam: Podemos. Mas Jesus lhes disse: O cálice que eu bebo, haveis de bebê-lo, e no batismo em que eu sou batizado, haveis de ser batizados;
Joã_6:53    Disse-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: Se não comerdes a carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Elias e o Carmelo



1Rs 18:19  Agora pois manda reunir-se a mim todo o Israel no monte Carmelo, como também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal, e os quatrocentos profetas de Asera, que comem da mesa de Jezabel.
1Rs 18:20  Então Acabe convocou todos os filhos de Israel, e reuniu os profetas no monte Carmelo.
1Rs 18:21  E Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; mas se Baal, segui-o. O povo, porém, não lhe respondeu nada.

Hoje em nossos dias não está diferente o povo de Deus continua a coxear entre dois pensamentos; é tempo meu irmão de abrirmos os olhos espirituais e tomar a única decisão certa, servir a Deus o criador dos céus e da terra, não podemos servir a Deus e ao mesmo tempo, Baal, Asera ou Moloque.
Qual é o teu Deus??? é o teu dinheiro, bens ou filhos???
Devemos adorar ao Criador e não a criatura, devemos tão somente nos prostrar e louvar a Deus Pai que enviou o seu Filho Jesus Cristo para padecer por nós e logo mais tarde o Espírito Santo para ser o nosso Advogado, Consolador e Guia.

sábado, 5 de abril de 2014

Pastor Elias Fobone de Moçambique falece no Brasil

Uma noticia que surpreendeu a todos nós foi a MORTE  de um Missionário da África que estava aqui no Brasil mais precisamente no Estado do Rio de Janeiro.
Segundo fontes em quanto ele pregava em um culto passou mau e teve de ser levado ás pressas apara o hospital, ficando no CTI por alguns dias o mesmo veio a falecer. Segundo as mesmas fontes ele teve um aneurisma cerebral.
Que Deus abençoe a família e a Igreja que ele pastoreava em Moçambique!!!
O nome dele era Pastor Elias Fobone, é o que está no meio.

sábado, 29 de março de 2014



Lucas 1.26-38
26 Ora, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré,
27  a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria.
28  E, entrando o anjo onde ela estava disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo.
29  Ela, porém, ao ouvir estas palavras, turbou-se muito e pôs-se a pensar que saudação seria essa.
30  Disse-lhe então o anjo: Não temas, Maria; pois achaste graça diante de Deus.
31  Eis que conceberás e darás à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus.
32  Este será grande e será chamado filho do Altíssimo; o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi seu pai;
33  e reinará eternamente sobre a casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.
34  Então Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, uma vez que não conheço varão?
35  Respondeu-lhe o anjo: Virá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso o que há de nascer será chamado santo, Filho de Deus.
36  Eis que também Isabel, tua parenta concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril;
37  porque para Deus nada será impossível.
38  Disse então Maria. Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela.

No texto acima temos um História que para o homem natural é no minimo intrigante, porém para o homem espiritual é tão somete o cumprimento de promessas que iniciou-se lá em Gênesis e também de diversas profecias que teve o seu ápice com o profeta Isaías e o profeta João Batista.
Se cremos que Deus desceu aqui e criou o primeiro homem do pó da terra, também devemos crer que o Espírito de Deus envolveu a então virgem Maria e ela gerou o segundo Adão.
Se o primeiro Adão fracassou agora o segundo Adão foi e é perfeito, o CORDEIRO de Deus que tira o pecado do mundo. 

sábado, 15 de março de 2014

EXISTE UM SÓ MEDIADOR
I Timoteo 2:5

Os homens precisavam de uma reconciliação com o Criador. Para que esta reconciliação se desse foi necessário que Jesus Cristo mediasse a aproximação entre o homem e Deus. Romanos 5:10
1- A humanidade necessitava de um mediador, que facilitasse o acesso a Deus.
Gál. 3:20; I Tim 2:5; Heb. 12:24

2- Jesus é o mediador por Excelência. Eis a razão porque ele permanece vivo.
Heb. 9:15; Heb 8:6
Os mortos não podem mediar, porque estão mortos.
A ressurreição de Cristo o tornou mediador para sempre.


3- Jesus Cristo possuía uma natureza humana e outra Divina.
Natureza Divina: João 1:1-4, 14,18-I João 5:20;  Mateus 1:20,23.
Natureza Humana: Lucas 2:52; João 11:35
Jesus era 100% homem e 100% Deus. É o único e o mais perfeito mediador.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

protest

In these last days in which part of the world population has questioned what is right, MORAL TRUTH and I remembered some sexual practices that today are still not acceptable , but make no mistake or not be alarmed if you live a few more decades and see groups of people leaving the streets to demand the right to commit such acts , as they exist and many people only have SEX with pleasure being done this way .
zoophilia :
" Zoophilia is CRIME , but who practices in Brazil receives feathers ' soft ' when it is actually punished ... unfortunately our laws do not punish as they should ... we are crawling when it comes to innocent animals . "

The bestiality is a crime in many countries . In Brazil , the Board examines the Draft Law 3141/12 , Mr Ricardo Izar ( PSD - SP ) , which increases the punishment of those who practice mistreatment of animals when sexual acts are found .

Currently , the Environmental Crimes Act provides for imprisonment from three months to one year and fine for anyone who " performs an act of abuse , mistreatment , injure or mutilate wild , domestic or domesticated , native or exotic animals."
necrophilia :
The Portuguese Criminal Code , Article 226 , paragraph 2 , punishes with imprisonment up to one year and fined those who desecrate corpses , corpses or ashes of deceased persons , practicing offensive acts of the respect due to the dead . Curiously this placement in the plural - corpses - as if the agent were to desecrate more than one deceased person . Simple legislative drafting error . Out this observation holds true for Portugal all that has been said above in relation to Brazilian law .
The Code punishes the act of vilifying , ie , demeaning , profane , disrespect , desecrates the corpse or have similar attitude towards his ashes in the case of incineration or combustion.
adultery:
 Due to the enactment of Law No. 11,106 , of March 28, 2005 , in her art. 5 , the art was repealed . 240 of the Penal Code , where adultery was in - typed , so such conduct ceased to be a crime !

So today , which was already taken into disuse , was decriminalized , occurring phenomenon of ' criminis abolitio ' .

As soon as there remains the betrayed spouse amparo suit for compensation for moral damage that was caused to you.
- I believe in the TRUTH and have a following that MORALLY CORRECT SEX should only be practiced within the SACRED MARRIAGE !

Protesto Nesta Época.


Nestes últimos dias em que parte da população mundial tem questionado  que é CORRETO, VERDADE e MORAL eu lembrei de algumas práticas sexuais que hoje, ainda não são aceitáveis, porém não tenha dúvidas ou não se assuste se você viver mais algumas décadas e ver grupos de pessoas saindo as ruas para reclamar o direito de praticar tais atos, pois os mesmos existem e muitas pessoas só tem prazer com o SEXO sendo feito desta forma.
Zoofilia:
"Zoofilia é CRIME, mas no Brasil quem a pratica recebe penas 'brandas', quando realmente é punido...infelizmente nossas leis não punem como deveriam...estamos engatinhando quando se trata dos inocentes animais." 

A zoofilia é considerada crime em diversos países. No Brasil, a Câmara analisa o Projeto de Lei 3141/12, do deputado Ricardo Izar (PSD-SP), que eleva a punição imposta a quem pratica maus-tratos contra animais quando forem constatados atos sexuais.

Atualmente, a Lei de Crimes Ambientais prevê detenção, de três meses a um ano, e multa para quem "praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos".
Necrofilia:
O Código Penal português, no seu artigo 226, parágrafo 2º, pune com prisão até um ano e multa quem profanar cadáveres, parte de cadáveres ou cinzas de pessoas falecidas, praticando atos ofensivos do respeito devido aos mortos. Curiosa essa colocação no plural - cadáveres - como se o agente devesse profanar mais do que uma pessoa falecida. Simples erro de redação legislativa. Fora essa observação, vale para Portugal tudo o que foi dito acima em relação ao direito brasileiro.
O Código pune o ato de vilipendiar, isto é, aviltar, profanar, desrespeitar, ultrajar o cadáver ou ter atitude idêntica em relação a suas cinzas no caso de incineração ou combustão.
Adultério:
 Em decorrência do advento da Lei nº 11.106, de 28 de março de 2005, em seu art. 5, foi revogado o art. 240 do Código Penal, onde o adultério encontrava-se tipificado, portanto tal conduta deixou de ser crime! 

Sendo assim, hoje em dia, o que já era tido em desuso, foi descriminalizado, ocorrendo o fenômeno da 'abolitio criminis'. 

Tão logo, resta ao cônjuge traído amparo com uma ação de indenização pelo dano moral que lhe fora causado.
- Eu creio na seguinte VERDADE e tenho por CORRETO que MORALMENTE o SEXO só deve ser praticado dentro do SAGRADO MATRIMÔNIO!!!


Postagem em destaque

Cerimônia Fúnebre: Funeral

Todo Pastor, Presbítero ou Dirigente de congregação deve estar pronto para realizar um cerimonial fúnebre, ( funeral ), é uma oportunidade p...